logotipo
CONTATO
30/09/2018
Roberth Vieira fica em 3º no Skeet Masculino e Brasil é prata por equipe
O clima em Santiago, no Chile, esfriou muito nos últimos dias de setembro e nem o sol que ficou presente o tempo todo na prova de Skeet Masculino, foi suficiente para aquecer os participantes da III Copa Sulamericana de Tiro.

Mas Roberth, Pernambucano de carteirinha, não se intimidou com o frio e conseguiu se classificar para a Fase Final terminando as suas 5 séries de 25 pratos em 6º com 112 pontos. Os outros brasileiros, Rodrigo Simões e José Vendruscolo terminaram em 7º com 110 pratos quebrados e em 11º com 103 respectivamente.

O Skeet é uma disciplina do Tiro ao Prato Olímpico, onde os disparos das espingardas calibre .12, com cartuchos de 24g, atingem pratos especialmente confeccionados para o esporte, que são lançados de máquinas automáticas, comandadas por voz de cada atleta, e que saem de dois locais diferentes: "casa alta" e "casa baixa", estruturas posicionadas ao lado esquerdo e direito da pedana em formato de meia lua. Todos os atletas formam filas para atirar na mesma posição, sendo 8 posições de tiro diferentes com variação da ordem e quantidades de pratos lançados que podem se cruzar no meio da pedana.

Na Fase Final que desconsidera os resultados da Fase Classificatória, Roberth melhorou sua performance e prato a prato conquistou o terceiro lugar e a medalha de bronze. A prata ficou com o atleta Romero Ariel, da Argentina e o ouro com Jorge Atalah do Chile.

Os brasielros conseguiram ainda conquistar a prata por equipe com um total de 325 pontos, a soma dos resultados individuais de Roberth, Vendruscolo e Rodrigo. O ouro ficou para o Chile com 356 pratos e o bronze para o Equador que totalizou 322 pratos quebrados.
por: CBTE