logotipo
CONTATO
Canal da CBTE no Youtube   Fanpage da CBTE no Facebook   Procura no site   Perguntas Frequentes
21/03/2020
Confederação Brasileira de Tiro Esportivo apoia manifestação do COB por adiamento dos Jogos Olímpicos 2020
imagem
A Presidência da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo endossa e torna publico seu apoio a manifestação do Comitê Olímpico do Brasil solicitando o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Em nota divulgada na manhã deste sábado, o COB passou a defender que os Jogos Olímpicos de Tóquio sejam adiados para julho de 2021

“A posição do COB se dá por conta do notório agravamento da pandemia da Covid-19, que já infectou 250 mil pessoas em todo o mundo, e pela consequente dificuldade dos atletas de manterem seu melhor nível competitivo pela necessidade de paralisação dos treinos e competições em escala global”, diz a nota oficial da entidade.

O COB ressalta ainda que a sugestão de adiamento em nada alteraria a confiança da entidade no Comitê Olímpico Internacional (COI) e está confiante de que a melhor solução será tomada.

“Como judoca e ex-técnico da modalidade, aprendi que o sonho de todo atleta é disputar os Jogos Olímpicos em suas melhores condições. Está claro que, neste momento, manter os Jogos para este ano impedirá que esse sonho seja realizado em sua plenitude”, afirma o presidente do COB, Paulo Wanderley.

“O COI já passou por problemas imensos anteriormente, como nos episódios que culminaram no cancelamento dos Jogos de 1916, 1940 e 1944, por conta das Guerras Mundiais, e nos boicotes de Moscou 1980 e Los Angeles 1984. A entidade soube ultrapassar estes obstáculos, e vemos a Chama Olímpica mais forte do que nunca. Tenho certeza de que o Thomas Bach, atleta medalha de ouro em Montreal 1976, está plenamente preparado para nos liderar neste momento de dificuldade”, completa Paulo Wanderley.

“Entendemos que, não há condições para realização dos jogos diante da pandemia que toma conta do mundo. Eventualmente o Japão até julho já esteja em condições seguras de sediar os jogos, mas a Olimpíada é de todo mundo e alguns países deverão passar pela pior fase da pandemia justamente em junho e julho. Todos entendemos, o quanto os atletas se preparam e esperam por este momento, e justamente visando ter uma competição abrilhantada como sempre, que concordamos que este não é o ano ideal”, disse Jodson Edington Vice-Presidente da CBTE..
por: CBTE